Reduzindo os custos do seu negócio

Com a crise financeira, as empresas precisam prestar muita atenção no caixa, pois o poder aquisitivo ganha ainda mais importância em tempos difíceis. Entretanto, existem algumas ações que podem fazer com que sua empresa não gaste em excesso. E são essas pequenas ações que podem salvar o seu negócio de um déficit financeiro. No post de hoje trouxemos algumas práticas que economizarão pra sua empresa:

 

Diminua o estoque

Uma das principais medidas para reduzir o que sua empresa gasta é diminuir o estoque. Os custos de manutenção podem ser bem altos, já que é necessário manter todo um processo por trás do estoque: local, segurança, funcionários designados, entre outros gastos. Trabalhar com pouco estoque e uma rotatividade maior é a chave para que o dinheiro não seja desperdiçado.

 

Preste atenção nos preços
Na hora de escolher os fornecedores, faça uma boa pesquisa para que sua empresa não pague mais do que deveria. Uma dica é usar um sistema onde haja um maior controle, assim os gerentes e diretores financeiros podem fiscalizar o quanto está sendo gasto. Nesse sentido, o e-procurement entra como ótima opção, já que a centralização na hora da compra permite avaliar como a empresa está usando o dinheiro.

 

Fiscalize as funções

Por vezes, um dos grandes problemas que os setores de compras enfrentam é o “coleguismo” entre fornecedor e o responsável pela compra. Entretanto, muitas vezes essa parceria não é benéfica, já que o fornecedor pode não oferecer o melhor preço. Agora imagine a quantidade de dinheiro que sua empresa poderia economizar. Por isso, é importante saber se todos os colaboradores tem feito sua função corretamente.

 

Corte de Custos

Os custos fixos podem se tornar um problema ainda maior caso não estejam sobre controle. Por isso, é necessário que os próprios diretores estejam abertos a ideia de reduzir até 15% dos custos mensais. Para isso, é preciso analisar o que funciona ou não na empresa, quais funcionários estão ociosos ou não. Isso tudo ajuda na hora de avaliar o que precisa ser tirado ou não das finanças.

 

Empréstimos só em último caso
Muitas empresas veem nos empréstimos uma saída para o pagamento de pendências. Entretanto, essa medida pode afundar ainda mais as finanças do seu negócio, já que os juros bancários são muito altos. Uma saída para isso é a conversa e a renegociação de dívidas. Por isso, empréstimos, só em casos de emergência.

 
E você, aplica alguma dessas práticas na sua empresa?

Leave a reply