Quais pontos merecem atenção do gestor de compras no momento de escolher uma ferramenta e-procurement?

Atualmente, as empresas encontram a necessidade de transformar o setor de compras de ‘operacional’ para ‘estratégico”’. E, uma forma tornar este processo real, é por meio da adoção de ferramentas como o e-procurement, pois essas ferramentas suportam esta transição e dão nova forma a esta área.

O Brasil é um dos países emergentes na adoção do e-procurement, sendo este o momento certo para apostar neste novo modelo, uma vez que as empresas prosseguem na busca por redução de custos e otimização de processos.

A aplicação das compras por meios online permite que a área de compras adote estratégias diferentes para categorias distintas de materiais e serviços como, por exemplo, a utilização de catálogos eletrônicos e de contratos de compras, a criação de processos de sourcing, com solicitações de cotação e leilões reversos. Todas essas ações são gerenciadas pelo comprador e possibilitam a integração dos fornecedores, garantindo processos mais ágeis e totalmente rastreáveis.

Além destes benefícios, o e-procurement garante uma redução de custos, evidenciados na eliminação de ligações telefônicas, envio de fax, impressão de documentos e a agilidade nos processos de compras, pela rapidez na criação de solicitações de cotação. E, seu  valor estratégico se faz pela rapidez nas respostas dos fornecedores, na criação de contratos e nos pedidos de compras e ganhos financeiros, com a obtenção de melhores preços.

Mas, existem diversos softwares de e-procurements no mercado, mas há alguns pontos de atenção na hora de escolher um que atenda as necessidades específicas de cada empresa.

Integração com E.R.P

Para que as empresas não encontrem maiores problemas, no momento de escolher um sistema de e-procurement para realizar suas compras, é preciso avaliar se este sistema realiza uma integração com o E.R.P que a empresa utiliza. Pois, quando isto não acontece, existe a necessidade de se construir complexas formas de integração, que podem comprometer as funcionalidades da solução. E, ao invés de fazer uso do e-procurement sair como uma vantagem e garantir uma redução de esforços e otimização de tempo, o contrário passa a acontecer, prejudicando os processos da empresa.

Aderência aos processos e necessidades da empresa

Outro fator importante no momento de escolher qual sistema de e-procurement utilizar é como ele se adapta aos processos e necessidades da empresa. Antes de escolher o fornecedor é preciso avaliar previamente se a ferramenta é capaz de suportar todos os processos e necessidades que a empresa pretende implementar no sistema. E avaliar também quais outros benefícios a ferramenta pode oferecer, como, controle dos produtos, acompanhamento dos pedidos, se é capaz de gerar relatórios que podem facilitar ainda mais a gestão de compras da empresa.

Concluindo

Com a busca de transformar a ação de compras das empresas de operacionais para estratégicas, a tecnologia tem sido uma grande aliada. E, por meio de ferramentas e-procurement, as empresas podem encontrar inúmeros benefícios e ainda atingir uma redução de custos, esforços e otimização de tempo. Mas é preciso estar atento no momento da escolha de qual ferramenta será utilizada, para que, ao invés de a empresa melhorar seus processos, tenha mais problemas do que já tinha antes.

E, o CorporativoSupply, é uma ferramenta e-procurement, voltada para linhas de materiais de suprimento, como higiene e limpeza, copa e cozinha e material de escritório. Esta ferramenta conta com um sistema integrado que permite que as empresas tenham maior controle sobre seus pedidos, gerando relatórios e acompanhando os produtos. e, também, o sistema está preparado para fazer integração dos Documentos Fiscais Eletrônicos em qualquer E.R.P através do serviço exclusivo de WebService, evitando assim, retrabalho.

cAWmhAMmz2MKLyjrx4IpZfGC2mX9_Qzc9ru2mWeNREQJIIKGbyfDlwxNJAJf0vt7156A1n1OpIhGk5KSTDX2VSHfF_TnQMgjhmffhj_gNRiv4ljWKTE23Z4bLpCxJO7uEfaOAq8

Leave a reply